Pesquisa Personalizada Google

Ouça Estudos de Temas Bíblicos Agora:

Pesquisa Personalizada Google

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Parar de fumar? É mais fácil se for em grupo

Por vários anos, os fumantes passaram por verdadeiras "provações" para acabar com o vício. No entanto, novos estudos revelam que parar de fumar raramente constitui uma decisão individual. De acordo com os especialistas, os fumantes tendem a parar com a prática em grupo. Assim , a pesquisa também alerta as campanhas contra o fumo para direcionarem o foco de suas propagandas aos grupos, além de mostrar que parar de fumar pode ter um efeito significativo em toda uma rede social.
O Dr. Nicholas Christakis, da Faculdade de Medicina de Harvard, e James Fowler, da Universidade da Califórnia, São Diego, responsáveis pela pesquisa, acompanharam fumantes e não-fumantes por 32 anos, de 1971 até 2003. Em determinado período, a porcentagem de adultos fumantes nos Estados Unidos caiu de 45% para 21%. Os pesquisadores descobriram, através de análises dessas pessoas e suas redes sociais, um efeito impressionante: com o passar dos anos, os fumantes criaram pequenos grupos sociais e foram parando com o vício em massa.
Após esses grupos desaparecerem, os que restavam eram deixados às "margens" da sociedade, isolados, com poucos amigos e contatos sociais. "Não é apenas como uma pequena estrela se apagando. São inúmeras constelações desaparecendo de uma vez só", comparou o Dr. Christakis. "Os fumantes costumavam ser o centro da festa. Nós sabemos que o cigarro é ruim para a saúde física de uma pessoa. Mas esse estudo mostrou que ele também pode causar danos à sua 'saúde social'", completou Fowler.
Os pesquisadores avaliaram 5.124 pessoas, que apresentaram 53.228 amigos, parentes e vizinhos como parte de sua rede social. Em média, os fumantes se organizavam em grupos de três. Com o tempo, o número de grupos diminuía, mas os que já existiam permaneceram com a mesma quantidade de integrantes. A educação também se mostrou um fator importante no comportamento dos fumantes. Aqueles com nível maior de educação eram facilmente influenciados pelos amigos. Além disso, certos contatos sociais eram mais influentes que outros.

Nenhum comentário:

Pesquisa Google