Pesquisa Personalizada Google

Ouça Estudos de Temas Bíblicos Agora:

Pesquisa Personalizada Google

sexta-feira, 11 de março de 2011

China reduzirá cenas com fumantes em filmes e telenovelas


O órgão supervisor de cinema e televisão na China divulgou uma circular exigindo a redução das cenas de fumantes em filmes e telenovelas, depois de queixas da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o descumprimento do compromisso com o controle do tabaco.

"As frequentes cenas com personagens fumando não condizem com a postura da China sobre o controle do tabaco e confundem o público, especialmente os jovens", diz o informe publicado no site da Administração Estatal de Rádio, Cinema e Televisão da China.

As marcas ou logotipos de tabaco e cenas em que se fuma na presença de jovens não deveriam ser permitidas no cinema e na televisão, diz a circular, que também exige que as cenas com fumantes durem "o mínimo possível".

O documento também insta os institutos de censura e televisão a intensificar a supervisão de filmes e novelas antes de sua difusão e "esforçar-se ao máximo para cortar cenas desse tipo".

Uma pesquisa realizada pelo Centro Municipal de Controle e Prevenção de Enfermidades com 11 mil alunos primários em Beijing demonstrou que 32,87% das crianças sentem vontade de experimentar um cigarro depois de ver cenas com fumantes na televisão.

A China ratificou a Convenção-Quadro da OMS para o Controle do Tabaco em 2003, comprometendo-se a tomar medidas para reduzir de maneira eficaz o consumo do tabaco, aí incluída a proibição de todo tipo de publicidade, promoções e patrocínios de marcas de cigarro.

O tratado entrou em vigor na China em 9 de janeiro de 2006. [Fonte: Boletim do INCA]

OMS escolhe “A Convenção-Quadro para Controle do Tabaco” como o tema do próximo Dia Mundial Sem Tabaco

No próximo dia 31 de maio, a OMS celebrará o dia mundial sem tabaco, sublinhando os riscos de saúde associados ao uso de tabaco e na defesa de políticas eficazes para reduzir o consumo. O uso do tabaco é a segunda causa de morte no mundo (depois da hipertensão) e atualmente é responsável pela morte de um em cada 10 adultos no mundo inteiro.

A Convenção Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) é o instrumento mais importante do mundo controle do tabaco. O primeiro tratado negociado sob os auspícios da OMS representa um avanço de sinal no avanço da saúde pública. Em vigor desde 2005, se tornou um tratado global ratificado por mais de 170 paises. Muito embora o tratado seja indiscutivelmente um instrumento para a protecao da saude publica, alguns paises como a Argentina e os Estados Unidos ainda assinaram o tratado.

O Dia Mundial sem Tabaco de 2011 será destinado a destacar a importância global do tratado entre as quais destacam-se:

* Proteger as políticas de saúde pública da propaganda, maketing e outros interesses da indústria do tabaco;

* Promover aumento do Preço adotando medidas fiscais como impostos e taxacoes para reduzir a demanda por tabaco;
* Proteger as pessoas contra a exposição, garantindo a existencia de ambientes livres de tabaco;

* Regulamentar o conteúdo dos produtos derivados do tabaco;

* Regulamentar a embalagem dos produtos do tabaco.

* Alertar a populacao sobre os riscos do tabaco.

* Proporcionar tratamento para a dependência do tabagismo( classificada como doenca pela OMS cujo CID e F17.2).

* Controle do comércio ilícito ( contrabando) de produtos derivados do tabaco, como cigarros, charutos, etc;
* Proibição da venda para menores;

* Oferecer e dar Suporte a alternativas economicamente viáveis à cultura do tabaco.

Fonte : Coisas de Maceio/Boletim do INCA.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Amigos, pais e baladas influenciam jovens a começar a fumar, diz estudo

Um levantamento feito com estudantes do ensino médio de escolas particulares da cidade de São Paulo constatou que muitos adolescentes experimentam o uso do cigarro aos 14 anos de idade, e os fatores que levam os jovens a começar a fumar varia entre homens e mulheres.

A pesquisa foi feita pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que ouviu 2.691 estudantes das escolas particulares, pertencentes às classes socioeconômicas A, B e C.

O estudo permitiu comprovar que a influência dos amigos, a relação com os pais e a presença dos jovens nas “baladas” são fatores importantes na iniciação ao cigarro. De acordo com a pesquisa, pais fumantes influenciam tanto meninos quanto meninas. “A relação dos jovens em casa também é um fator que se mostrou preponderante”, explica Zila Van der Meer Sanchez, uma das coordenadoras da pesquisa. “No caso das meninas, quanto menos atenção dos pais maior é o risco de ela começar a fumar. Já os meninos são influenciados pelos amigos e por uma eventual morte dos pais.”

Ainda de acordo com a pesquisa, o contato dos jovens do ensino médio com o cigarro ainda é esporádico. Entre os entrevistados, 14% tinham fumado pelo menos um cigarro nos últimos mês. A maioria usou o cigarro no máximo 5 dias no mês. Apenas 3% dos entrevistados fumavam todo dia.

Os dados da pesquisa foram coletados em 2008, antes do início da lei antifumo em São Paulo, que foi promulgada no ano seguinte. A prevalência do cigarro nas baladas mostrou que enquanto a chance de fumar entre os meninos aumentava em mais de 800% quando a frequência a baladas é intensa, nas meninas sobe para 1.400%.

O Cebrid prepara um novo levantamento sobre uso de tabaco, álcool e drogas entre os jovens. Os números preliminares mostram que no ensino médio das escolas públicas, por exemplo, a incidência é um pouco maior, de 17,5% comparada aos 14% registradas nas escolas particulares. E a iniciação ao cigarro nas escolas públicas se dá em média aos 13 anos e seis meses. [Fonte: G1]
Pesquisa Google